Fictitious Dishes!

Dinah Fried é uma designer, moradora da cidade de San Francisco. Ela trabalha principalmente em projetos independentes e um deles vou mostrar aqui no blog: o Fictitious Dishes, os “pratos da ficção”! Dinah fotografou refeições baseadas em clássicos da literatura, as composições ficaram impressionantes! Vamos conferir?

Alice in Wonderland

♥ Alice no País das Maravilhas (Alice in Wonderland): Obra clássica de Lewis Carrol, acredito eu que todos conhecessem a história da menina sonhadora. O café de “desaniversário” é um dos momentos mais marcantes da obra, sempre reproduzido nos filmes e desenhos baseados no livro. Dentre todas as imagens, essa foi a minha predileta!

Heidi

♥ Heidi (Heidi): Obra escrita em 1880 por Johanna Spyri, narra a história de uma menina órfã que foi morar com a tia. Heidi morou em um vilarejo na Suíça e é de lá que veio a inspiração para foto de Dinah. A fotógrafa diz que em suas obras não tentou retratar as refeições exatamente como foram descritas nos livros, mas sim tentou captar a essência que cada trabalho literário.

In Search of Lost Time

À la recherche du temps perdu (sem versão brasileira): Narrada em sete volumes, esta é uma história francesa escrita por Marcel Proust.  A foto retrata os mini bolos citados no livro, chamados de petites madeleines, que “pareciam ter sido assados dentro de conchas!”

Moby Dick

♥ Moby Dick (Moby Dick): Romance do autor americano Herman Melville, que inclui um capítulo inteiro dedicado a comer sopa (de moluscos e bacalhau) em uma pousada chamada Try Pots.

Oliver Twist

♥ Oliver Twist (Oliver Twist): romance americano escrito por Charles Dickens que retrata as aventuras de um menino órfão. A frase tida como a mais conhecida do livro é em meio a uma refeição, onde Oliver “degusta” um mingau aguado. O menino fala: Por favor, senhor, quero um pouco mais.

on the road♥ Pé na Estrada (On the road): O livro do estadunidense Jack Kerouac exemplificou o que ficou conhecido como “geração beat”, formada por jovens com a mochila nas costas que colocavam o “pé na estrada”, inspirando milhares de pessoas na década de 60. Na foto, Dinah tentou reproduzir o café tomado com uma torta de maça e um sorvete em uma lanchonete de beira de estrada. Me parece super apetitoso!

The Bell Jar

♥ A Redoma de Vidro (The Bell Jar): Livro de Sylvia Plath, que conta a história de uma mulher que vai perdendo seu senso, até que além do senso comum, sobra apenas uma surrealista. Ela dizia que costumava comer abacate com salada de siri na casa de seu avô quando criança. O prato está lindo, mas não é pra mim, hahah :P

The Catcher in the Rye

♥ O Apanhador no Campo de Centeio (The Catcher in the Rye): A foto retrata uma cena da histótia de J. D. Salinger, na qual Holden Caulfield para em uma farmácia e pede um queijo quente e um leite maltado, depois de um dia ruim.

The Girl with the Dragon Tattoo

♥ Millennium – Os Homens que Não Amavam as Mulheres (The Girl with the Dragon Tattoo): A refeição em si não existe no livro, mas os sanduíches abertos foram citados tantas vezes que Dinah sentiu-se no dever de recria-los.

To Kill a Mockingbird

♥ O Sol é para todos (To Kill a Mockingbird):  Por fim, Dinah recriou a refeição do personagem Scout, do livro escrito por Harper Lee em 1960 :)

*****

Legal o trabalho dela, não?

xoxo

Anúncios

Deu branco!

O branco tem uma suavidade linda que só ele consegue ter! É delicado e romantiquinho, mas muita gente tem medo de investir pois acha que o branco pode ser sem graça e/ou vida. Trouxe algumas inspirações de decoração que podem mudar esse conceito, além de que ambientes brancos são super fotogênicos!

Esse quarto de menina é um amor <3 Foge do branco total com esses detalhes em rosa bebê que dão um charme a mais! Reparem nos ursinhos feitos em patchwork espalhados pelo ambiente, e nas almofadas no chão (que parecem super confortáveis por sinal:D). O tecido que recobre o interior das cestinhas de vime (ao fundo) segue a mesma padronagem das almofadas sobre a cama!

Este quarto com uma ante-sala (sonho!) tem apenas o colorido das flores e dos detalhes do quarto. No mais, o branco+preto (cinza) complementa a decoração! (Gente, quero um quarto iluminado e amplo assim, olhem essas janelas!)

Móveis perfeitos, com essas peças dentro do quarto quem precisa investir na decoração? O conjunto tapede+banquinho “felpudo” traz ainda mais conforto. As flores chamam atenção no bidê, sem tirar o brilho dessa cabeceira (cabeceira, o que você aí que ainda não está no meu quarto, hein?)

Adoro essas cabeceiras de ferro antigas! O bege “quebra” um pouco a seriedade do branco. Vontade de me jogar no meio de tantas almofadas… Olhem como parece fofo o edredom no canto inferior esquerdo da foto, hihi :D

Pra que tão perfeitas essas luzes na parede? Sem mais, apaixonei <3

Do quarto para sala (com cara de quarto)! O branco aqui assume um tom mais amarelado, que junto com o assoalho de madeira torna o ambiente acolhedor. Adoro os vasinhos e o pisca-pisca presentes na decoração!

Ameiiiii este cantinho! Serve pra quarto, sala, office, living, corredor… Só os pés da cadeira fogem do braco! E essa gaiola é a coisa mais cute-cute, quero uma a séculos!

*****

Bom, por enquanto é só! Depois de um longo tempo longe do blog criei vergonha na cara :$

“Você tem que se dedicar mais, Luíza!”